Card image

Melhores Izakayas para beber e comer comfort food japonesa nesse inverno

inspire-se Diana Barros

Japonês também gosta de boteco e os Izakayas são a maior prova disso. Datados do começo do século 17, os barzinhos nipônicos surgiram quando os lugares que vendiam bebidas alcoólicas passaram a permitir que os saquês fossem consumidos em suas dependências (“i”, ficar; “sakaya”, loja de saquê). Para a alegria dos boêmios, petiscos especiais de preparos simples e variados foram incorporados aos cardápios para harmonizarem com os saquês.

De lá pra cá, o conceito se consolidou e hoje em dia existem Izakayas das mais diversas especialidades, geralmente focados em pratos quentes que fogem correndo da venerada tríade sushi-sashimi-temaki. O propósito – ainda bem – continua o mesmo: promover conforto e afeto através do alimento e, é claro, da variedade de bebidas.

Pensando naqueles que amam comida japonesa mas estão em busca de um ambiente mais descontraído, de um cardápio despretensioso e de opções diferentes das tradicionais, fizemos uma listinha com 8 Izakayas que amamos aqui em São Paulo.

Tan Tan Noodle Bar

Especializado em noodles – e responsável por fazer o prato virar moda em São Paulo -, o Tan Tan foi inaugurado em 2015 e desde então está sempre lotado. Mas isso não é um problema: é nessa espera que a farra começa com drinks deliciosos, vários tipos de saquês e cervejas. Você também pode forrar o estômago com as porções enquanto seu macarrão não chega. Tem guiozá, lombo suíno ou até um sanduíche maravilhoso com barriga de porco empanada, maionese, molho inglês e pepino. Parada obrigatória, hein?

Izakaya Matsu

Com apenas um balcãozinho de madeira e um mega cardápio com mais de 50 pratos, o Matsu precisou expandir: desde o ano passado, a casa conta com um espaço extra no piso superior. O ideal é compartilhar os petiscos (então chama a galera!), assim você pode experimentar uma maior variedade do que eles oferecem. Durante os dias da semana, delícias como lamen, katsudon (arroz com porco à milanesa e um molhinho) e sukiyaki (uma mistura com carnes, verduras, macarrão, cogumelos e várias outras delícias) são servidas a R$35 no almoço executivo. Vale a pena!

Izakaya Issa

Um dos primeiros Izakayas de São Paulo, o Issa tem uma entrada discreta e um salão simples, que te convidam para uma verdadeira experiência culinária e te transportam para o outro lado do mundo. No balcão ou nas mesinhas baixas, o atendimento é impecável e os petiscos não ficam atrás. Nossas sugestões: bolinho de polvo com gengibre ralado de entrada e Katsudon de prato principal!

Minato Izakaya

Com uma pegada (e clientela) mais moderna, o Minato existe desde 2013 na Rua dos Pinheiros. O espaço comporta apenas 20 pessoas em seus dois balcões, o que pode, rapidinho, resultar em uma fila caso você chegue muito tarde. Ainda assim, permanece uma ótima escolha para quem quer tomar um saquê (ou uma cervejinha) pelo bairro e, de quebra, experimentar os pratos do chef Fabio Koyama, sempre muito atencioso. A pimenta cambuci recheada com shimeji e peixe é inesquecível!

Huto Izakaya

O Huto é a versão relax do renomado e homônimo restaurante japonês localizado em Moema.  Inúmeras opções de saquês, shochu (destilado de batata-doce, arroz ou cevada), drinks clássicos e cervejas artesanais para aqueles que chegam com sede. No cardápio, alguns sushis e espetos assados no carvão, além de vieiras com foie gras maçaricado e camarões com creme de abóbora e bolinho de atum frito com molho tonkatsu.

Taka Daru

Nascido em março de 2016, o Taka Daru fica em uma rua tranquila de Pinheiros e faz jus à definição de Izakaya: eles têm um Happy Hour delicioso de terça à sexta entre 18h e 20h com petiscos que dão água na boca só de imaginar. São 17 opções e a escolha é difícil: bolinho de peixe serra, caldo de frutos do mar, bolinho de polvo e watan frito (carne, camarão com bifum ao curry, shimeji e shiitake) são apenas exemplos.

Yorimichi

Inaugurado no ano passado com apenas 15 lugares no balcão e uma grelha, o Yorimichi Izakaya é a aposta boêmia do sushiman Ken Mizumono, do delicioso Shin-Zuchi. Aqui a especialidade é o espetinho japonês (yakitoris). Em meio aos clássicos (e super saborosos) sobrecoxa e coração, você vai encontrar inusitados espetos de intestino de porco e outros miúdos. Alguns pratos – como o kamameshi (servido numa panelinha com arroz, pancetta cozida com molho tarê, ovo e cebolinha) – também estão no cardápio.

veja mais eventos de Diana Barros